Drogaria São Paulo

Acesse sua Conta

Departamento e Categorias

Vacina Herpes-Zóster

A vacina herpes-zóster é indicada para a prevenção do Vírus Varicela-Zóster (VVZ), popularmente conhecido como “cobreiro”. Essa vacina é indicada para individuos com mais de 50 anos e, atualmente, é oferecida apenas na rede privada. Devido à importância da vacinação contra a herpes-zóster (HZ), a Drogaria São Paulo disponibiliza para você a opção de agendamento de vacina da herpes zoster online

Parcele sua compra em até 10x s/ juros.

INDICAÇÃO: 50 ANOS
  • Valor
    R$ 794,90* Aplicação inclusa
  • Tempo de exame
    20 minutos Em média
Mulher com alergia Acessar o portal de serviços
Mulher com herpes
  • Recomendado Para:

    Adultos a partir de 50 anos
    Pacientes com predisposição à Herpes Zóster
  • Não Recomendado Para:

    Alérgicos às substâncias presentes
    Grávidas ou lactantes, necessário a orientação médica
  • Vias de Administração

    Via Intramuscular
  • Reações Comuns:

    Cefaleia
    Desconfortos estomacais
    Mialgia
    Febre
    Vermelhidão no local
    Calafrios
  • Grávidas

    ilustração gravidez
  • Febre

    ilustração virus
  • Aplicação

    ilustração vacina
  • Eficácia

    ilustração vacina

Do que você estará protegido?

A vacina protege contra o herpes-zóster (HZ), causado pela reativação do vírus varicela-zóster, latente no organismo após infecção prévia.

Herpes-Zóster

A dor relacionada ao herpes-zóster pode ser extremamente forte e prejudicial ao paciente.

Nível da dor reportada em diferentes patologias

Nível de Dor Tipos de Dores
5
Dor crônica relacionada a câncer
10
Artrite reumatoide, Mucosite
15
Dor músculo esquelética, Dor de parto
20
Herpes-Zóster
25
Dor de cabeça aguda, Fibromialgia
30
Histerectomia abdominal

Sintomas

A irritação na pele causada pela herpes-zóster causa erupções fortes e profundas na pele.

Onde mais causam as irritações:

Torácico
56%
Lombar
13%
Craniano
13%
Cervical
11%
Sacral
4%
Ilustração de uma farmacêuticaIlustração de uma farmacêuticaIlustração de uma farmacêutica

Quas vacinas podem ser aplicadas junto com a da Herpes-Zóster

Vacinas mais buscadas

ver todas as vacinas

Já pensou em vacinarcom a Drogaria São Paulo?

  • A partir de 50 pessoas
  • Vacina contra a gripe e outras patologias
  • Descontos para grupos maiores
Venha se vacinar com a Drogaria São Paulo
Solicite seu orçamento

Vamos ao seu local com os funcionários e materiais necessários para e execução.

Conheça mais sobre a Campanha

Entenda mais sobre a Vacina da Herpes-Zóster

  • Existe campanha de vacinação?

    Resposta Correta!

    A vacina contra a herpes-zóster não está disponível na rede pública, mas a Drogaria São Paulo disponibiliza essa vacina para os seus clientes, com preços especiais e agendamento online. Confira!

    A resposta correta é Sim!

    A vacina contra a herpes-zóster não está disponível na rede pública, mas a Drogaria São Paulo disponibiliza essa vacina para os seus clientes, com preços especiais e agendamento online. Confira!

  • Quem toma a vacina pode ficar doente?

    Resposta Correta!

    Como com qualquer vacina, a vacina contra a herpes-zóster pode não proteger 100% dos indivíduos vacinados. Mas é importante reforçar: a vacina não causa a doença.

    A resposta correta é Sim!

    Como com qualquer vacina, a vacina pneumocócica pode não proteger 100% das pessoas vacinadas. Mas é importante reforçar: a vacina não causa a doença.

  • A vacina da Herpes-Zóster é pra vida toda?

    A resposta correta é Não!

    Não! Mas novos dados mostram que a vacina Shingrix pode fornecer, pelo menos, 10 anos de proteção contra o vírus herpes-zóster em adultos com 50 anos ou mais (fonte: GSK).

    Resposta Correta!

    Não! Mas novos dados mostram que a vacina Shingrix pode fornecer, pelo menos, 10 anos de proteção contra o vírus herpes-zóster em adultos com 50 anos ou mais (fonte: GSK).

Conheça os benefícios de se vacinar na Drogaria São Paulo

Vacina Herpes-Zóster: saiba tudo sobre e como agendar na Drogaria São Paulo

Aqui vamos tirar todas as suas dúvidas sobre o serviço de vacinação, assim como iremos trazer informações relevantes sobre a eficácia das vacinas, reações, campanhas, além de esclarecimentos sobre todo processo de agendamento para as unidades da Drogaria São Paulo

De acordo com o Ministério da Saúde, herpes, ou cobreiro, é uma doença causada pelo Vírus Varicela-Zóster (VVZ), o mesmo que causa também a Catapora.

Esse vírus permanece em latência durante toda a vida da pessoa. A reativação ocorre na idade adulta ou em pessoas com comprometimento imunológico, como os portadores de doenças crônicas (hipertensão, diabetes), câncer, Aids, transplantados, dentre outras.

Na Drogaria São Paulo, disponibilizamos a vacina da herpes-zóster do tipo inativada e recombinante.

A vacina da herpes-zóster (HZ) é injetável e de uso adulto (a partir dos 50 anos de idade). Ela também é indicada para adultos com 18 anos de idade ou mais com risco aumentado de HZ.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBim), a vacina de herpes-zóster é indicada para pessoas com 50 anos ou mais e é recomendada como rotina para maiores de 60 anos de idade.

Além disso, a bula do medicamento (Shingrix), indica o seu uso para adultos com 18 anos de idade ou mais com risco aumentado de HZ.

Todavia, é importante consultar também as contraindicações, conforme listado abaixo. Assim, estará seguro sobre o grupo de pessoas que pode tomar a vacina da herpes zoster.

O melhor local onde tomar vacina para herpes-zóster com rapidez e conforto é em uma das mais de 100 lojas da Drogaria São Paulo pelo país. Atualmente já é possível fazer o agendamento da vacina para a herpes-zóster online, aproveite agora mesmo!

De acordo com a Nota Técnica SBim de 08/06/2022:

  • Para maiores de 50 anos: Duas doses com intervalo de dois meses entre elas. Caso seja necessário alterar o esquema padrão, pode ser adotado um intervalo de até seis meses. O intervalo mínimo permitido é de quatro semanas entre as doses. Doses aplicadas com intervalos inferiores devem ser desconsideradas. Não há necessidade de reiniciar a série caso o intervalo seja estendido inadvertidamente por mais de seis meses.
  • Para adultos imunocomprometidos ou em outras situações de risco para HZ: O esquema de vacinação é o mesmo recomendado para pessoas sem imunocomprometimento, mas algumas precauções devem ser observadas como, por exemplo, no caso de indivíduos com câncer, transplantados, pacientes com doenças autoimunes, dentre outros.

A vacina protege contra o herpes-zóster (HZ), causado pela reativação do vírus varicela-zóster, latente no organismo após infecção prévia.

A doença é caracterizada por uma erupção cutânea localizada, em geral dolorosa. A principal complicação é a neuralgia pós-herpética, dor que pode se estender por um período prolongado depois da resolução do rash cutâneo. A depender da intensidade dos sintomas, o quadro pode ter grande impacto na qualidade de vida e levar à incapacidade física, perda de autonomia e/ou depressão.

De acordo com o Ministério da Saúde, a herpes-zóster pode provocar algumas complicações, sendo:

  • Ataxia cerebelar aguda, que pode afetar o equilíbrio, fala, deglutição, movimento dos olhos, mãos, pernas, dedos e braços;
  • Trombocitopenia, ou seja, baixa quantidade de plaquetas, responsáveis pela coagulação, no sangue;
  • Infecção bacteriana secundária de pele – impetigo, abcessos, celulite, erisipela, causadas por Staphylococcus aureus, Streptococcus pyogenes ou outras que podem levar a quadros sistêmicos de sepse, com artrite, pneumonia, endocardite, encefalite ou meningite e glomerulonefrite;
  • Síndrome de Reye, doença rara que causa inflamação no cérebro e que pode ser fatal, associada ao uso de AAS, principalmente em crianças;
  • Infecção fetal, durante a gestação, pode levar à embriopatia, com síndrome da varicela congênita (expressa-se com um ou mais dos seguintes sinais: malformação das extremidades dos membros, microftalmia, catarata, atrofia óptica e do sistema nervoso central);
  • Varicela disseminada ou varicela hemorrágica em pessoas com comprometimento imunológico;
  • Nevralgia pós-herpética (NPH) – dor persistente por 4 a 6 semanas após a erupção cutânea, que se caracteriza pela refratariedade ao tratamento. É mais frequente em mulheres e após comprometimento do trigêmeo.

Até o momento, a vacina contra a herpes-zóster não está disponível na rede pública (ou seja, não está disponível pelo SUS).

Apenas na rede privada está disponível a vacina de herpes-zóster. Um grande diferencial da vacina da herpes-zóster disponibilizada na Drogaria São Paulo é em relação ao conforto para os seus clientes, pois é possível fazer agendamento online, evitando esperas e filas.

A vacina da herpes-zóster é contraindicado para uso por pessoas que:

  • são alérgicas (hipersensíveis) aos princípios ativos ou qualquer outro ingrediente da Shingrix.
  • No caso de mulheres grávidas ou lactantes, é necessária a orientação médica.

Para cada tipo de vacina, a respectiva bula traz quais são as principais reações. Assim, a depender da vacina e das particularidades de cada indivíduo, é possível ter algumas reações adversas.

A reação da vacina contra herpes-zóster pode ser:

Reações muito comuns

  • Cefaleia
  • Desconfortos estomacais e digestivos (incluindo náusea, vômito, diarreia e/ou dor de estômago)
  • Dores musculares (mialgia)
  • Dor, vermelhidão e inchaço no local da injeção
  • Calafrios
  • Febre

Reações comuns

No local da injeção:

  • Coceira (prurido), geralmente associação com a sensação e mal-estar

Reações incomuns

  • Gânglios inchados no pescoço, axila ou virilha
  • Dores nas articulações (artralgia)

De acordo com a bula do medicamento, os principais cuidados são:

  • Assim como acontece com outras vacinas, a vacinação com Shingrix deve ser adiada em indivíduos que sofrem de uma enfermidade febril aguda severa. No entanto, a presença de uma infecção menor, como um resfriado, não deve resultar no adiamento da vacinação.
  • A vacina deve ser administrada com cautela em indivíduos com trombocitopenia ou qualquer distúrbio de coagulação, pois pode ocorrer sangramento após uma administração intramuscular a esses indivíduos.

A vacina da herpes-zóster disponibilizada para os clientes da Drogaria São Paulo tem a seguinte composição:

  • Antígeno gE
  • Adjuvante AS01B

Contém ainda sacarose, polissorbato 80, fosfato de sódio monobásico di-hidratado, fosfato de potássio dibásico, dioleoil fosfatidilcolina, colesterol, cloreto de sódio, fosfato de sódio dibásico, fosfato de potássio monobásico e água para injetáveis.

De acordo com os estudos, a eficácia na prevenção da doença é de até 97%.

A gripe não constitui uma contraindicação formal à aplicação da vacina. Porém, a vacina é contraindicada em casos de doença febril aguda.

A vacina da herpes-zóster deve ser administrada em gestantes (mulheres grávidas) e mulheres que estejam amamentando com orientação médica.

Atualmente a Drogaria São Paulo está com um preço especial para a vacina contra a herpes-zóster, sendo R$ 839,90 a dose.

Toda vacina precisa de um tempo para que haja a proteção adequada. Assim, a vacina começa a fazer efeito a partir da primeira dose.

A vacina estimula o organismo a desenvolver a sua própria proteção, conhecida como anticorpos, contra o vírus causador da herpes-zóster.

Assim, caso a infecção ocorra, o corpo já terá a capacidade de reagir mais rápido e matar esse vírus. Ou seja, a vacina da herpes-zóster ajuda na prevenção da doença e em possíveis complicações.

Como com qualquer vacina, a vacina contra a herpes-zóster pode não proteger 100% dos indivíduos vacinados.

Mas é importante reforçar: a vacina não causa a doença.

Sim, é possível. A febre é considerada uma das reações muito comuns possíveis após a aplicação desta vacina.

Não, a vacina contra a herpes-zóster não está disponível na rede pública. A Drogaria São Paulo disponibiliza essa vacina para os seus clientes, com preços especiais e agendamento online. Confira!

Sim. De acordo com a SBIm, a vacina inativada também está recomendada para pacientes que já apresentaram quadro de HZ. Pela raridade de recorrência da doença em curto prazo, a SBIm sugere que a vacinação seja realizada a partir de seis meses após um episódio agudo de herpes-zóster.

Não há necessidade de aguardar esse intervalo, caso o médico opte por recomendar a vacinação logo após a resolução do quadro, considerando o risco de perda de oportunidade vacinal.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) explica que a nova vacina inativada e recombinante é mais eficiente contra a herpes-zóster do que a anterior (vacina atenuada).

Além disso, a nova vacina inativada e recombinante é recomendada pelos CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos) como abordagem preferencial.

Também de acordo com o MSD Manuals, a vacina contra herpes-zóster mais recente é preferível à vacina contra herpes-zóster mais antiga, pois proporciona proteção melhor e mais duradoura.

Novos dados mostram que a vacina Shingrix pode fornecer, pelo menos, 10 anos de proteção contra o vírus herpes-zóster em adultos com 50 anos ou mais (fonte: GSK).

Caso você queira realizar uma ação de vacinação contra herpes-zóster na sua empresa, condomínio, escola ou qualquer local que demande a ida de uma equipe especializada, é possível contar com os serviços da Drogaria São Paulo, com preços diferenciados e condições especiais.

Para saber mais, preencha o nosso formulário de vacinação extramuros ou entre em contato por e-mail (vacinecomagente@dpsp.com.br) ou pelo WhatsApp (11) 97249-3208.

Mantenha a sua saúde em dia com os Serviços da Drogaria São Paulo

Agende agora sua vacina

A prevenção para sua saúde em poucos cliques. Escolha o melhor dia, horário e local!

Livelo

Livelo

R$1,00 = 1 ponto LIVELO

*Apenas compra pelo hotsite, exceto medicamentos.

Confira as Regras Logo Livelo